Especiais
 Procure Aqui
 Contacte-nos
 Criar Conta
 Fazer Login
  Carrinho
de Compra
Todos Produtos com Registro na Anvisa.

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Tel fixo/Celular (requerido)

CPF /CNPJ (opcional)

Escolha Abaixo(Requerido)

Assunto

Sua mensagem

NQI 100 caps

NQI – Frete Grátis
AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO, SP, SE, TO, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, RS, RO, RR, SC Acre Rio Branco Alagoas Maceió Amapá Macapá Amazonas Manaus Bahia Salvador Ceará Fortaleza Distrito Federal Brasília Espírito Santo Vitória Goiás Goiânia Maranhão São Luis Mato Grosso Cuiabá Mato Grosso do Sul Campo Grande Minas Gerais Belo Horizonte Pará Belém Paraíba João Pessoa Paraná Curitiba Pernambuco Recife Piauí Teresina Rio de Janeiro Rio Grande do Norte Natal Rio Grande do Sul Porto Alegre Rondônia Porto Velho Roraima Boa Vista Santa Catarina Florianópolis São Paulo São Paulo Sergipe Aracajú Tocantins Palmas

‘amora miura’

Pólen, Graviola, Quinua, Amora, Polpa e Caps

Pólen Apícola Desidratado

O pólen é o conjunto dos minúsculos grãos produzidos pelas flores das angiospermas, que são os gametas masculinos das plantas.

Pesquisas recentes indicam que o pólen é o alimento mais completo e valioso da natureza, pois além de conter todos os aminoácidos essenciais ao organismo humano, também é rico em oligoelementos minerais, fibras, hormônios vegetais e vitaminas, principalmente C e PP.

O pólen tem valor nutritivo muito superior à carne ou à proteína de soja e possui ainda propriedade antioxidante e antianêmica, visto que eleva rapidamente a taxa de hemoglobina no sangue. Pólen apícola combate o envelhecimento e ajuda a recuperar energias. O alimento das abelhas tem proteínas e vitaminas que aumentam a nossa energia.

Apresentação: Pesquisas recentes indicam que o pólen é o alimento mais completo e valioso da natureza, pois além de conter todos os aminoácidos essenciais ao organismo humano, também é rico em oligoelementos minerais, fibras, hormônios vegetais e vitaminas, principalmente C e PP.

O pólen tem valor nutritivo muito superior à carne ou à proteína de soja e possui ainda propriedade antioxidante e antianêmica, visto que eleva rapidamente a taxa de hemoglobina no sangue. Parte fecundante da flor, o pólen é uma das matérias primas utilizadas pelas abelhas para o fabrico do mel, e para alimentar as novas gerações de abelhas

O pólen tem uma grande quantidade de proteína (cerca de 35%) na sua composição, pelo que pode ser um bom complemento para quem tem uma alimentação vegetariana ou macrobiótica. Contém ainda uma grande variedade de aminoácidos, entre os quais se destacam: Triptofano, Metionina, Histidina, Leutina, Isoleudna, Treonina, Fanilalanina; contém igualmente Acido glutâmico, Arginina, Cistína, Lisína, etc.

O pólen tem ainda uma apreciável quantidade de diversos hidratos de carbono (cerca de 40%), entre eles a lactose.

O pólen contém uma quantidade considerável de rutina, e que confere ao pólen uma das mais preciosas virtudes, o combate à fragilidade capilar. Com efeito, a rutina reforça a parede dos vasos sanguíneos, e é incorporada em suplementos alimentares e produtos farmacêuticos destinados ao tratamento da fragilidade vascular.

O Pólen é bastante rico em vitaminas tendo na sua constituição betacaroteno (provitamina A), e a maior parte das vitaminas do complexo B (B1, B2, B5 ou PP, B6, etc…) e as vitaminas C, D, E e P.

Encontram-se ainda no pólen fermentos, que ajudam à digestão dos açúcares actuando sobre a utilização dos fosfatos pelo organismo; do mesmo modo, o pólen contém ainda substâncias hormonais, em que algumas são factores de crescimento e outras estimulantes endócrinos. O pólen actua no sentido da estabilização do equilíbrio e da harmonia. Assim, pode ser utilizado, ao mesmo tempo, contra o emagrecimento e no tratamento da obesidade; este facto deve-se, sem dúvida, à sua influência sobre o sistema glandular.

Esta acção harmonizadora nota-se igualmente na regularização das funções intestinais; o pólen actua de uma forma tão eficaz em relação à prisão de ventre, como em casos de diarreia. Graças à sua actividade bacteriostática (especialmente em presença do colibacilo), o pólen é ainda um protector da flora intestinal, opondo-se as putrefacção (entre outros, nos casos de colite). Doses recomendadas de pólen:

Como dose diária um adulto pode tomar 2 colheres de sopa por dia, uma criança poderá tomar 2 colheres de café ou sobremesa por dia. Esta dose pode ser aumentada para o dobro, caso seja necessário.

Um dos atractivos do pólen, é que é um suplemento relativamente barato e que acaba por ser bom para o equilíbrio do organismo. Por isso não custa nada de vez em quando tomar um frasquinho de pólen, é um bom preventivo. Se não encontrar em lojas perto de si, procure por um apicultor ou uma associação de apicultores.

Uma chamada de atenção, o pólen tem pouca resistência à humidade, e por isso deve ser conservado num frasco de boca larga hermético.

Edésio Santos, professor de educação física, corre o tempo todo e, nas horas de folga, pratica exercício. De onde vem tanta energia? “Há 15 anos, eu acordo de manhã e a primeira coisa que eu faço é comer o meu pólen”, revela.

Ainda em jejum, Edésio come uma colher de pólen puro, um poderoso suplemento alimentar. “Antes de tomar o pólen, parecia que as coisas eram mais pesadas. Eu até desempenhava bem os meus papeis, só que fazia como se fosse um fardo. Hoje, eu faço muito mais coisas do que eu fazia e as coisas são mais leves”, afirma o professor.

Mas que alimento é esse? É comida de abelha e se chama pólen apícola. “O pólen é a principal fonte protéica da abelha. O néctar é a fonte de carboidratos, o pólen é a fonte de proteínas, minerais e lipídeos. Sem ele, o enxame não se desenvolve. Em poucos dias, três, quatro dias, ele pode definhar e morrer”, explica Lídia Barreto, do Centro de Estudos Apícolas da UNITAU.

Depois de pousar de flor em flor e retirar o pólen, as abelhas voltam para a colmeia carregadas. Cada bolota, como dizem os especialistas, ou bolinha amarela presa à pata é o mais puro pólen.

A cada voo que uma abelha faz, ela volta à colmeia com duas bolotas de pólen. E elas são incansáveis, chegam a fazer 80 voos por dia. Quer dizer que cada abelha produz 160 bolotas de pólen.
Para coletar o pólen, os apicultores usam uma espécie de tela na entrada da colmeia. Os furos são tão estreitos que, para passar, as abelhas são obrigadas a derrubar os grãozinhos do lado de fora.

Mas nem todo pólen é coletado. Como a tela também tem furos maiores, dois terços da comida extraída das flores vão para dentro da colméia e se transformam no pão das abelhas. O pólen é mais uma evidência de que o que é bom para as abelhas, é excelente para a gente também.
“O pólen no nosso meio é conhecido como bifinho verde. E ele tem uma composição físico-química básica de proteínas similar a um bife, em torno de 20%. Ele tem lipídeos. Esse lipídeo é um lipídeo muito bom com propriedades antioxidantes. É uma gordura, mas uma gordura boa”, destaca Lídia Barreto, coordenadora do Centro de Estudos Apícolas da UNITAU.

E ele desperta cada vez mais a curiosidade dos pesquisadores. Em um laboratório da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo, as pesquisas com pólen mostraram que ele pode ajudar a combater as doenças do envelhecimento.
“Comprovamos, na verdade, que ele tem as três vitaminas antioxidantes, beta caroteno como a pró-vitamina A, a vitamina C e a vitamina E, que são as três antioxidantes”, afirma a farmacêutica bioquímica Lígia Muradian, da USP.

O pólen também é rico em vitaminas do complexo B, que ajudam, por exemplo, no funcionamento do sistema nervoso central, na prevenção e tratamento de cataratas. O grãozinho surpreende.

“Para se ter ideia, as quantidades que foram encontradas de vitamina B1 podem ser associadas às quantidades que se encontra dessa vitamina nas carnes de porco, por exemplo. As quantidades de vitamina B2 que nós encontramos eram superiores às quantidades que se encontra no leite”, explica a química Vanilda Soares de Arruda.

“Acredito que ele deve ser encarado como alimento, um alimento que tem efeito preventivo contra algumas doenças”, ressalta a nutricionista Ilana Pereira de Melo.

A repórter Mônica Teixeira experimenta o pólen na cozinha do laboratório da USP e aprova. “Tem um gosto como se eu tivesse comendo um cereal matinal. É bem crocante. Não parece com mel, mas dá para comer puro sem o menor problema”, comenta.

A recomendação é ingerir 5 gramas por dia, o equivalente a uma colher de sopa, mas ele não precisa ser puro. O pólen está sendo testado como ingrediente na culinária. E já existem maneiras bem mais saborosas de garantir a dose diária desse alimento.

Na Universidade de Taubaté, a cozinha é um laboratório, onde o sabor do pólen é posto à prova: no molho da salada, na salada de fruta, no patê, bolos, biscoitos de pólen e até trufas e bombons.

FONTE: GLOBO.COM

Amora Polpa Desidratada 150 Gramas

Composição: Polpa Desidratada de Amora ( pó ).

Apresentação: 150 Gr

Produto Isento de Registro conforme RDC/ANVISA 23/2000.

Autorização de funcionamento: 6.04.643-7

A amora é rica em vitamina C e antocianinas (substâncias responsáveis pela coloração do fruto), as quais exercem atividade antioxidante.

O consumo de frutas, como a amora, em conjunto com um estilo de vida saudável, incluindo dieta equilibrada e exercícios físicos, pode trazer diversos benefícios à saúde humana.

A amora (Morus Nigra) por ser rica em vitaminas, sais minerais e antocianinas (substâncias antioxidantes) contribui para a amenização dos sintomas da tensão pré-menstrual (TPM) e menopausa.

É também laxante, diurética e depurativa, pois contém potássio, fósforo e cálcio. É extremamente rica em vitaminas A, B, C e taninos. Devido a presença de antocianinas e polifenóis previne os danos provocados pelos radicais livres nos órgãos e tecidos corporais.

Auxilia no tratamento de distúrbios da tensão pré-menstrual (TPM).

Bater 2 (duas) colheres de sopa (10 g) com 200 ml de iogurte, água mineral ou suco da fruta de suas preferência, 1 (uma) vez ao dia.

 

 

 

QUINUA EM FLOCOS 250 GRAMAS

 

Composição do Produto: Farinha de Quinoa Orgânica 300g

Farinha de Quinoa Autorização de funcionamento: 6.04.643-7

As proteínas de que o corpo precisa são compostas de 20 aminoácidos diferentes. Você pode fazer alguns deles a partir de outros aminoácidos, mas existem aminoácidos que não podem ser fabricados pelo corpo e que devem fazer parte da sua dieta. Estes são chamados aminoácidos essenciais.

A quinua, com 23% de proteínas, possui um balanço de aminoácidos excepcionalmente atrativo para a nutrição humana devido aos seus altos níveis de lisina e metionina.

Conta com 20 aminoácidos, dos quais os 10 essenciais (Histidina Isoleucina,, Leucina, Lisina, Metionina, Fenilalanina, Treonina, Triptofano,Valina e Arginina).

A Quinua foi qualificada pela FAO (Food And Agriculture Organization) como o melhor e mais completo alimento de origem vegetal do planeta para consumo humano Seus grãos ofertam todos os aminoácidos e fibras alimentares essenciais (aqueles que não são produzidos pelo organismo).

A quinoa é um grão riquíssimo utilizado há milênios pelas culturas Andinas da América do Sul e hoje é reconhecido mundialmente pelo seu elevado valor nutritivo e funcional.

Na cultura tradicional dos Incas, a quinoa (Chenopodium quinua wild) era conhecida como “Alimento Sagrado” ou “Mãe de todos os grãos”, e foi consumida durante séculos como base da alimentação diária por pessoas de todas as idades.

Nos Andes, terra de origem deste grão, as características do solo, temperatura, altitude e as variedades da região, propiciam o desenvolvimento de sementes de qualidade superior – a chamada Quinoa Real.

Além de ser fonte de proteína de alta qualidade e possuir baixos valores de gorduras saturadas, a Quinua possui quantidades importantes de fibras, ferro, cálcio e vitaminas quando comparada a outros tipos de cereais.

Por não possuir glúten, é uma ótima alternativa na alimentação dos celíacos (pessoas com intolerância ou alergia ao glúten).

A Quinoa ou Quinua é um grão que teve seu cultivo iniciado há mais de cinco mil anos nos Andes bolivianos, assim como o milho e a batata, era base da alimentação no império Inca onde era considerado um “Grão Sagrado”.

O grão, que é a forma de mais fácil aquisição, pode ser utilizado de várias maneiras: cozido e temperado como salada, cozido como arroz ou no preparo de sopas. É encontrado também na forma de farinha, que pode ser utilizada para preparar qualquer alimento.

Modo de Usar: Farinha de Quinoa Orgânica 250 Gramas

A FARINHA DE QUINOA é um cereal que já vem pronto para o consumo. Poderá ser adicionada ao leite, vitamina ou ainda na confecção de pães, biscoitos, bolos ou onde mais sua imaginação permitir.